top of page

Governo anuncia datas de início das campanhas nacionais de vacinação em 2023

Publicado em:
1 de fevereiro de 2023 15:00:00
Atualizado em:
1 de fevereiro de 2023 15:02:26
Governo anuncia datas de início das campanhas nacionais de vacinação em 2023
Crédito Imagem:

Reforço com imunizante atualizado da Pfizer contra a Covid começa a ser aplicado em 27 de fevereiro; da gripe, em 4 de abril

O Ministério da Saúde divulgou, na noite de terça-feira (31), as datas das campanhas de vacinação contra Covid, gripe e outras doenças no ano de 2023.

Estão previstas ações entre fevereiro e maio, que incluem diversos grupos prioritários, além da imunização de crianças a adolescentes com vacinas que fazem parte do calendário.

Reforço Covid

A partir de 27 de fevereiro, o ministério vai liberar a aplicação da dose de reforço atualizada contra a Covid-19 da Pfizer.

Poderão ser vacinados todos aqueles que tiverem pelo menos duas doses anteriores e façam parte de um dos seguintes grupos:

• Indivíduos com mais de 60 anos;
• Gestantes e puérperas;
• Pacientes imunocomprometidos;
• Pessoas com deficiência;
• Residentes de instituições de longa permanência;
• Povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas;
• Profissionais da saúde.

O governo comprou 52 milhões de doses que, segundo o ministério, são suficientes para vacinar todos os brasileiros dos grupos acima.

No mês de março, o governo vai focar esforços para completar o esquema vacinal de todos com mais de 12 anos contra a Covid-19, além de intensificar a vacinação de crianças e adolescentes.

Para este último grupo, planejam-se mobilizações na comunidade escolar, desde a educação infantil até o ensino médio, com duas semanas de atividades de orientação e comunicação com estudantes, pais e responsáveis.

Gripe

A vacinação de grupos prioritários contra a gripe começará em abril para o seguinte público-alvo:

• Pessoas com mais de 60 anos;
• Adolescentes em medidas socioeducativas;
• Caminhoneiros e caminhoneiras;
• Crianças de 6 meses a 4 anos;
• Forças Armadas;
• Forças de Segurança e Salvamento;
• Gestantes e puérperas;
• Pessoas com deficiência;
• Pessoas com comorbidades;
• População privada de liberdade;
• Povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas;
• Professoras e professores;
• Profissionais de transporte coletivo;
• Profissionais portuários;
• Profissionais do Sistema de Privação de Liberdade;
• Trabalhadoras e trabalhadores da saúde.

Multivacinação

Em maio, será a vez da campanha de multivacinação contra o sarampo e a poliomielite nas escolas. Assim como a ação da Covid-19, haverá orientação e atividades de mobilização.

"O Brasil, considerado um país pioneiro em campanhas de vacinação, desde 2016, vem apresentando retrocessos nesse campo. Praticamente todas as coberturas vacinais estão abaixo da meta. Por isso, o objetivo é retomar os altos percentuais de proteção", diz o Ministério da Saúde em comunicado.

A cobertura vacinal da pólio, por exemplo, ficou abaixo de 75% em 2022.

"A gente tem o maior programa de imunização do mundo e sempre fomos exemplo. A comunicação, sem dúvida, será fundamental para que possamos recuperar a confiança nos imunizantes”, complementa em nota a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente, Ethel Maciel.

Fonte: R7.com

Leia Mais ...
bottom of page