top of page

Araçariguama: Animal silvestre foge do fogo em mata e morre atropelado

Publicado em:
20 de setembro de 2020 21:04:33
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:56:02
Araçariguama: Animal silvestre foge do fogo em mata e morre atropelado
Crédito Imagem:

[caption id="attachment_18446" align="aligncenter" width="1578"] Segundo internauta, o animal pode ter fugido do fogo e acabou atropelado (Foto: Arquivo Pessoal)[/caption]

Moradora do Jardim Brasil, em Araçariguama, fotografou um animal silvestre morto por atropelamento na Rua São Paulo. Ela postou a imagem em sua rede social que alcançou grande repercussão.

O coitado do bichinho deve ter tentado fugir do fogo e acabou atropelado, está na Rua São Paulo, serve para o pessoal pensar antes de iniciar qualquer tipo de queimada”, destacou em sua mensagem no Facebook. Ela ainda anexou uma imagem da queimada que ocorreu na tarde da última quinta-feira, 17, que avançou noite a dentro, destruindo grande área de mata. O fogo chegou próximo ao conhecido Campo do USERA e do estacionamento da unidade de Saúde do centro da cidade.

[caption id="attachment_18447" align="aligncenter" width="1969"] Fogo em mata na última quinta-feira, em Araçariguama (Foto: Arquivo Pessoal)[/caption]

A reportagem consultou o médico veterinário Dr Fábio da Clínica Veterinária SOS Animal, São Roque, que identificou o animal como sendo um Cachorro-do-Mato, de nome científico Cerdocyon thous. Essa espécie encontra-se em todos os biomas do Brasil, com exceção de grande parte da Amazônia, pois sua preferência é por ambientes mais abertos e matas pouco densas, como as áreas que foram atingidas pelo fogo em Araçariguama.Alimentam-se de frutos, insetos, crustáceos, pequenos mamíferos, aves, répteis e anfíbios. Os cachorros-do-mato exercem a nobre função de dispersar sementes de plantas nativas, contribuindo, assim, para manutenção da flora nativa e recuperação de áreas degradadas.

[caption id="attachment_18448" align="aligncenter" width="1718"] Cachorro-do-Mato prefere áreas abertas e pouco densas, características da região (Foto: Eduardo Henrique)[/caption]

Pesquisas apontam que essa espécie lidera a lista de animais silvestres mortos por atropelamento. Portanto, apesar de não estar presente na lista de animais com risco iminente de extinção, é fundamental implementar ações que visem à conservação desta espécie.

Leia Mais ...
bottom of page