top of page

Acusado de matar governanta a facadas em Alumínio é condenado a 20 anos de prisão

Publicado em:
9 de maio de 2022 13:55:00
Acusado de matar governanta a facadas em Alumínio é condenado a 20 anos de prisão
Crédito Imagem:

Mulher é encontrada com marcas de facadas em Alumínio — Foto: Reprodução/Facebook

Mulher é encontrada com marcas de facadas em Alumínio — Foto: Reprodução/Facebook

O ex-companheiro acusado de matar a governanta Adriana Lourenço Matins Santucci, de 49 anos, foi condenado a 20 anos de prisão. O crime aconteceu em julho de 2020, em Alumínio.

O julgamento de Sérgio Paulo Marreira ocorreu na última quinta-feira (5) e a informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) nesta sexta (6).

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na dia do crime, em 28 de julho, uma equipe da policia militar foi acionada para atender a uma ocorrência de briga de casal em uma chácara no bairro Vale Grande, em Alumínio . No endereço, o portão estava trancado com um cadeado, que foi cortado para acessar o imóvel.

Em seguida, a mulher foi achada morta em um dos quartos. A vítima estava caída perto do guarda-roupas e da cama, com cerca de cinco perfurações. Uma faca que estava na cozinha foi apreendida.

O corpo da vítima, que trabalhava como governanta em outra cidade, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.

No dia 20 de agosto, quase um mês depois da morte de Adriana, a Polícia Civil prendeu o ex- companheiro e principal suspeito do assassinato, na área central de Foz do Iguaçu (PR).

De acordo com a polícia, ele estava foragido e foi detido após ser rastreado por chamadas telefônicas com parentes, no Paraná.

O ex-companheiro morava em Sorocaba e tinha um sítio em Alumínio. Ele foi localizado pela Polícia Civil, em um comércio de Foz do Iguaçu.

Fonte: g1

Leia Mais ...
bottom of page