top of page

2019: O ano da limpeza! - Edison Pires

Publicado em:
22 de dezembro de 2019 18:00:09
2019: O ano da limpeza! - Edison Pires
Crédito Imagem:

Escrevo a última coluna do ano me preparando para seguir até a fazenda do meu saudoso e querido tio Borba, no sul do estado de Minas Gerais, onde irei passar as festas de fim de ano. Empolgado com a ideia de reencontrar familiares e amigos, além de matar a saudade do local onde passei boa parte da minha infância e de convivência familiar, me sinto emocionado e com o coração cheio de esperanças. Não nego em afirmar que sou uma dessas pessoas que sente algo diferente nesta época do ano. Deve ser essa tal “magia do Natal”, que tanto provoca e desperta emoções. Por isso não deixa de ser uma época especial.

Este foi um ano difícil, de muitos desafios, de tomada de decisões radicais e de expectativa de projetos para 2020. Pessoalmente, foi um ano de mais aprendizado do que avanços, no que se refere ao lado profissional. Agora, ao falar sobre Araçariguama, creio que foi e que também está sendo um ano de sacrifícios para muitos cidadãos. Principalmente para aqueles que, de alguma forma, dependem do poder público. Além disso, a própria classe política parece não estar certa do que vem fazendo, uma vez que a instabilidade nesse campo é bastante visível e os reflexos na cidade indiscutíveis.

Diferente de outros anos, não sei se 2019 vai deixar muitas saudades. Algumas pessoas estão querendo que ele acabe logo, na esperança de que a nova fase que se aproxima, seja um pouco menos sofrível.

Minha esposa contou que viu algumas reportagens na linha esotérica, falando que este ano seria o da “limpeza”, onde as coisas que realmente não nos interessam serão tiradas de nossas vidas, e, que esse processo não seria nada fácil. Não sei quanto a você, amigo leitor, mas por coincidência ou não, consegui deixar para trás muito do que me estava ”atrasando” a vida profissional e pessoal. Foi difícil, pois em alguns casos envolveu situações particulares. Mas parece que me livrei de uns perrengues antigos, que insistiam em vir se arrastando ano após ano. Então, acho que valeu a pena “tocar na ferida” e acreditar que “fiz uma pequena faxina”.

Se você tiver alguma coisa para limpar da sua vida, aproveite que ainda faltam alguns dias para o ano acabar e limpe. Você vai se sentir mais leve e pronto para novos desafios, acredite!

Bom, termino este texto com a dona da casa me chamando para terminar de arrumar algumas coisas para a viagem. Quero deixar um abraço e um muito obrigado a todos os leitores desta coluna, desejando que no ano que vem, o qual será quente em razão da política, possamos estar juntos novamente. Quero agradecer também ao jornal GAZETA que me tem dado importante espaço para que eu possa trocar uma ideia com os leitores todas as semanas e, assim, discutir várias questões que nos cercam diariamente. Um grande abraço à toda equipe!

Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de alegrias, saúde e realizações. Até 2020!

Leia Mais ...
bottom of page