top of page

Tremor nas pálpebras está relacionado ao estresse

Publicado em:
22 de agosto de 2023 14:03:00
Tremor nas pálpebras está relacionado ao estresse
Divulgação
Crédito Imagem:

Certamente você já se perguntou por que as pálpebras tremem? Esta é uma condição benigna, ou seja, não faz mal a saúde e nem tem ligação com doenças oculares. Além disto, quase todo mundo pode apresentar este tremor ao longo da vida.


Por que as pálpebras tremem?

Segundo Dra. Tatiana Nahas, oftalmologista especialista em cirurgia plástica ocular, existem algumas situações que podem ocasionar o tremor palpebral, cujo termo médico é mioclonia. Um dos principais desencadeadores é o estresse.

“A relação da mioclonia com o estresse se dá a partir do funcionamento do sistema nervoso autônomo simpático. Este é responsável por manter o corpo ativo e por liberar a adrenalina e o cortisol. O parassimpático funciona como um “freio”, que serve para desacelerar a pessoa”, diz a médica.

“Entretanto, o estresse crônico altera o funcionamento do sistema nervoso autônomo e deixa o organismo em constante estado de alerta, sem voltar ao seu estado normal. O cortisol em excesso gera estímulos nas pálpebras e o resultado são as contrações involuntárias e repetitivas do músculo orbicular palpebral”, explica Dra. Tatiana.

Além do estresse

As pálpebras também pode tremer por outros motivos como:

  • Consumo excessivo de café e álcool

  • Deficiência de magnésio, mineral ligado à transmissão de impulsos nervosos e às contrações musculares

  • Cansaço visual

  • Uso de telas por tempo prolongado

  • Falta de correção de erros refrativos

  • Olho seco

Existe tratamento?

Apesar de ser uma situação irritante, o tremor palpebral é um sintoma passageiro e não há nada que se possa fazer para que a pálpebra pare de tremer.

“Por outro lado, quando as pálpebras tremem com muita frequência é preciso prestar atenção em como está o gerenciamento do estresse, o consumo de cafeína, álcool e se há deficiência de magnésio”, recomenda Dra. Tatiana.

Vale ressaltar que os tremores nas pálpebras podem durar segundos, minutos, horas, dias ou semanas.

"Também é importante passar pelo oftalmologista para avaliar se há necessidade de usar óculos ou se houve aumento do grau em quem já tem um erro refrativo detectado. Claro que reduzir o tempo gasto em telas, como computadores e celulares, também pode ajudar a evitar crises de tremores nas pálpebras", recomenda a especialista.

Tremor palpebral e outros sintomas

Como você viu, as pálpebras tremem quando estamos mais estressados, entre outras situações como o consumo de muito café e bebidas alcoólicas.

"Apesar disto, quando o tremor vem acompanhado de outros sintomas como contrações musculares nos braços e nas pernas, alteração da força, cansaço crônico, perda de peso, alterações visuais, no paladar, olfato, entre outros, é preciso investigar melhor se está relacionado a alguma outra doença”, finaliza Dra. Tatiana

Leia Mais ...
bottom of page