top of page

F1: Grande Prêmio reunirá 150 mil espectadores em SP

Publicado em:
10 de novembro de 2021 20:45:26
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:57:02
F1: Grande Prêmio reunirá 150 mil espectadores em SP
Crédito Imagem:

[caption id="" align="aligncenter" width="771"]Grande Prêmio de Fórmula 1 em São Paulo ocorre no autódromo de Interlagos EDU GARCIA/R7- Grande Prêmio de Fórmula 1 em São Paulo ocorre no autódromo de Interlagos[/caption]

O Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1 reunirá, no sábado, 13, e domingo, 14, 150 mil espectadores. O governador João Doria (PSDB) afirmou, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que o evento terá um impacto financeiro de R$ 810 milhões e 8.500 novos empregos temporários. Do total de ingressos, 77% foram vendidos para não residentes em São Paulo. Doria disse ainda que a prefeitura e o governo do Estado adotaram a estratégia de fazer o evento em um feriado com o objetivo de aumentar o tempo de exposição, permanência e de geração de receita e empregos na capital, na região metropolitana e em todo o estado. "Todos os ingressos foram vendidos antecipadamente pela primeira vez nos últimos dez anos, 100% dos ingressos em qualquer posição foram vendidos antecipadamente", disse o governador. "[Esse evento] Para o turismo é a retomada da imagem internacional do Brasil, que é o gatilho para retomada dos grandes eventos brasileiros que em 60% são realizados em São Paulo. A retomada da confiança a partir do aval da Fórmula 1, da vacinação que foi recorde comparada a países da Europa e que é uma luz verde para a comunidade internacional em relação a São Paulo e ao Brasil. Tem uma importância estratégica para a região", afirmou Vinícius Lummertz, secretário de Turismo de São Paulo. A capacidade de público deve chegar a 100%, segundo Lummertz, graças à vacinação contra a Covid-19. Segundo ele, a média de permanência do turista na cidade subiu de três para quatro dias e o gasto diário, de R$ 756 para R$ 817. O evento, segundo o governo, terá de seguir os critérios de segurança, como uso obrigatório de máscara, esquema vacinal completo ou apresentação de teste de Covid-19 por parte do público que vai frequentar as arquibancadas e áreas que receberão turistas. "É uma conquista da vacina, podemos agora ter eventos com esse porte. São Paulo está numa fase segura, ainda com cuidados. Por isso, os protocolos sanitários." O esquema de segurança, fornecido pelo estado e detalhado pelo secretário de segurança do estado, general João Camilo Pires de Campos, terá 5.000 policiais, 1.900 viaturas, 250 cavalos, 50 cães, 40 drones e três helicópteros Águia. O prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB), aumentou em 40% o efetivo da Guarda Civil Metropolitana em comparação a 2019, de 717 para 1.130 agentes em operação nos três dias de evento e 115 viaturas. "Aqui em São Paulo chegamos a 96% de adultos vacinados com a segunda dose", disse. "Estamos muito animados. O autódromo está impecável e uma estrutura maravilhosa, tudo funcionando. Um ano difícil, no início não sabíamos se ia acontecer, depois não sabíamos se ia ter público ou não e hoje estamos comemorando 100% da capacidade. É um ano muito importante em que estamos comemorando a vida", disse Alan Adler, CEO da Fórmula 1.

Protocolos de saúde

A coordenadora do PEI (Programa Estadual de Imunização), Regiane de Paula, detalhou os critérios de segurança para o evento. O uso de máscara é obrigatório, o esquema vacinal completo também é obrigatório para pessoas com mais de 12 anos ou uma dose de vacina e teste PCR em até 48 horas antes do início do evento ou o teste rápido em até 24 horas antes. Para pessoas menores de 12 anos, será obrigatória a testagem rápida ou PCR. Além disso, é obrigatória a disponibilização de álcool gel nos locais do evento.
        Fonte-R7
Leia Mais ...
bottom of page