top of page

Com o fim da Janela Partidária, pré-candidatos encerram uma das mais importantes etapas da corrida eleitoral - EDITORIAL

Publicado em:
30 de março de 2024 12:00:00
Atualizado em:
28 de março de 2024 14:19:00
Com o fim da Janela Partidária, pré-candidatos encerram uma das mais importantes etapas da corrida eleitoral - EDITORIAL
Divulgação
Crédito Imagem:

A Janela Partidária, período em que Vereadoras e Vereadores podem trocar de Partido sem perderem o mandato, é uma das principais etapas do processo eleitoral que antecede a Eleição de 2024. Ela foi aberta em 7 de março e se encerra na sexta-feira, dia 5 de abril.


Esse direito estabelecido pela Justiça Eleitoral é uma oportunidade para os representantes do Legislativo Municipal avaliarem seu alinhamento político e estratégico, considerando fatores como a perspectiva de reeleição, as alianças partidárias locais, suas aspirações políticas e a dinâmica política em seu município. É nesse período que o representante eleito tem que decidir se permanece no partido atual, se muda para outro, avalia a chegada de novos filiados e, por fim, se terá o espaço que precisa para melhor desempenhar e usufruir do que a lei lhe permite. Uma decisão equivocada pode colocar o trabalho de anos em jogo, aumentando significativamente as chances de não se reeleger.

Por outro lado, a Janela Partidária também é crucial para os partidos políticos pois podem atrair novos filiados e fortalecer suas bases políticas. Ao mesmo tempo, correm o risco de perder membros chaves para outros partidos, o que pode afetar sua representação política e suas chances nas eleições municipais.

Não há dúvidas de que este é um dos principais momentos da corrida eleitoral que pode influenciar significativamente o cenário político local, afetando as alianças, as candidaturas e todo o planejamento, fazendo com que muito do que será visto nas urnas em outubro seja consequência direta das decisões tomadas nesta etapa.

O fim da Janela Partidária marca exatos seis meses para a eleição. Ela abre oficialmente a contagem regressiva para o pleito onde a cada dia há menos margem para ajustes e correções de rumo na pré-campanha, o que, com certeza aumenta a pressão sobre os candidatos e suas equipes. É momento também em que a competição política se intensifica à medida que o eleitorado começa a se posicionar e a formar suas opiniões sobre os candidatos e propostas apresentadas.

Outra data importante que se encerra quase na mesma data, é a da filiação partidária, que termina no dia 6 de abril. A interessada ou interessado em concorrer a uma vaga na Câmara Municipal ou a Prefeito e Vice, precisa estar filiado a um partido político e com domicílio eleitoral estabelecido na circunscrição onde pretende disputar o pleito até essa data-limite, ou seja, seis meses antes do dia da votação, marcada para 6 de outubro, em primeiro turno.

Leia Mais ...
bottom of page