top of page

Alto índice de Recusa e Ausência no Censo 2022 pode trazer prejuízos ao município, afirma IBGE

Publicado em:
17 de setembro de 2022 20:19:26
Alto índice de Recusa e Ausência no Censo 2022 pode trazer prejuízos ao município, afirma IBGE
Crédito Imagem:

  Números do Censo foram apresentados ontem durante reunião na Câmara(Imagem: GAZETA/MUNDO N) Durante Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo 2022, ocorrido na manhã de ontem, 5ª feira, 15, na Câmara Municipal, representantes do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, afirmaram que o alto índice de Recusa (quando o morador se recusa a receber/responder ao Censo) e de Ausência (quando o recenseador não encontra moradores na residência), pode causar prejuízos ao município. Isso porque, o resultado do Censo, além de outros fatores, impacta diretamente na transferência de recursos do Fundo de Participação dos Municípios - FPM, valor que é calculado sobre o número de habitantes. Segundo Fernando Henrique Trindade, Coordenador de Subárea do IBGE, o andamento do Censo já alcançou cerca de 50% nos 45 setores em que foram divididos o município. “Só que até agora o resultado está abaixo da média”, explicou. “A Recusa está em torno de 3,30% e a Ausência chega a 22%, muito alta para o tanto que já avançamos nas visitas”, completou. Fernando Trindade destacou a preocupação de Ausência e Recusa (Imagem: GAZETA/ MUNDO N) Dificuldades Segundo ele, um dos maiores obstáculos encontrados é a não aceitação por parte da população em receber o agente ou responder ao questionário, o que obriga que o recenseador volte até 4 vezes ao mesmo endereço. “Além de atrasar o trabalho, ainda gera insatisfação do agente que ganha por produção. Ou seja, se ele não apresentar o questionário completo, não é remunerado e isso tem levado a um grande número de desistência”. “O Censo em Araçariguama começou com 17 recenseadores em campo. O ideal seriam 18. Hoje, apenas 9 continuam atuando, o restante desistiu”, contou Fernando à reportagem, destacando que foi aberta uma nova etapa de contratação de agentes. Atualmente os recenseadores estão atuando no Jardim Brasil e no Bairro Santaella, locais considerados de alta densidade. Uma curiosidade apresentada durante a reunião ocorreu na divisa entre os municípios de Araçariguama e Santana de Parnaíba. “Encontramos moradores que não sabiam ao certo em qual cidade residiam. Pagam IPTU para Araçariguama, mas a rua foi asfaltada por Santana de Parnaiba. Problemas desse tipo são comuns em regiões de divisa”, explicaram os representantes do IBGE. Números Segundo o IBGE o município de Araçariguama foi dividido em 45 setores para o Censo 2022. Desse total, 12 setores já foram concluídos; 11 estão em andamento e 22 ainda não foram iniciados. Isso representa 50% do trabalho a ser realizado. Até a 5ª feira, 15, os recenseadores visitaram 5.442 endereços e realizaram 2.712 entrevistas, número considerado extremamente baixo, levando em consideração a data de início, fixada em 31 de julho. “Nós encontramos 867 domicílios fechados, ou seja, sem que houvesse alguém para atender ao Censo, e, 122 pessoas se recusaram a receber o recenseador ou responder ao questionário. Até o momento a população recenseada chega a 8.173 pessoas, o que dá uma média de 3 pessoas por domicílio”, apresentou o Coordenador de Subárea. Fernando destacou que responder ao Censo é obrigatório e a pessoa não pode se recusar a fazê-lo. “Quem se recusa está sujeito às sanções da Lei Federal 5.534/1968. O cidadão pode receber uma multa de até 10 salários mínimos”, disse. Ele disse também que na parte final dos trabalhos, os recenseadores deverão passar nos endereços onde os moradores se recusaram a responder numa última tentativa de atualizar os números e evitar que elas sejam autuadas. Maior divulgação “Até agora cerca de 3 mil pessoas não ‘apareceram’ para o Censo, levando em consideração o número de visitas realizadas”, salientou Fernando. Os representantes do IBGE pediram que a Prefeitura trabalhe na divulgação do Censo explicando sua importância para a cidade. “A população tem que estar consciente da necessidade de responder ao questionário. Os meios de comunicação devem ser utilizados para levar informação aos moradores”, destacaram. A próxima reunião está marcada para o mês de dezembro, quando do encerramento da coleta de dados. Presenças Estiveram presentes à Reunião, que foi organizada pelo Controlador Municipal José Carlos Trindade, o Prefeito Rodrigo Andrade; Secretários Municipais; os Vereadores Lili Marques, Marco Dal Bello, Bahia Cabeleireiro, Milton da Costa, Mario Santos, Baixinho do Esporte; e os representantes do IBGE: Rubens Tadeu de Carvalho – Coordenador Regional; Paulo Leite – Agência de Sorocaba; Carolina Romão – Agência de Sorocaba; Eduardo Gomes de Jesus e Aline dos Santos Bispo, ambos Agentes Censitários Municipais.  
Leia Mais ...
bottom of page