top of page

10 profissões comuns que podem deixar de existir até 2030

Publicado em:
15 de dezembro de 2023 18:13:00
10 profissões comuns que podem deixar de existir até 2030
Divulgação
Crédito Imagem:

Carreiras comuns no mercado atual podem perder espaços e até desaparecer completamente até o fim da década.

O mercado de trabalho passou por diversas grandes mudanças ao longo dos séculos, e a invenção da internet foi possivelmentea mais recente delas. Profissões muito comuns há poucas décadas atrás, como telefonista, lanterninha e mensageiro, acabaram desaparecendo completamente.

Estudos apontam que outras profissões terão sua importância reduzida ou ficarão totalmente extintas até o fim desta década. A previsão é que mais de 80% dos empregos atuais deixarão de existir até 2050, abrindo espaço para novas atividades.

Algumas funções estão mais suscetíveis a acabar completamente do que outras, por isso, os profissionais que exercem essas atividades precisam compreender as tendências emergentes e buscar novas oportunidades de carreira.

10 profissões que serão extintas até 2030

1. Recrutador

Essencial para as empresas hoje, o recrutador pode dar lugar a algoritmos que avaliam currículos, portfólios, fotos e até redes sociais dos candidatos a uma vaga de emprego com o intuito de encontrar o melhor profissional para ocupar determinada posição.

2. Digitador

Quem trabalha com serviços de digitação variados também está gradualmente sendo substituído por softwares. Esses programas bem treinados conseguem digitalizar textos, enviar mensagens e até corrigir erros ortográficos e de formatação.

3. Corretor de Seguros

Softwares de análise de risco e cálculo de prêmios podem tomar o lugar dos corretores de seguros até mesmo na hora de orientar clientes sobre as apólices disponíveis. Outro papel exercido por esses programas é o de fornecer suporte técnico e financeiro ao usuário.

4. Anestesista

Descobertas e avanços recentes no ramo da robótica têm potencial para tornar a aplicação de anestesia em procedimentos cirúrgicos um trabalho dos robôs, dispensando a presença de profissionais humanos.

5. Contador

O profissional que cuida da parte financeira e comercial de uma empresa é mais um que pode dar lugar a softwares precisos. Os programas treinados conseguem realizar cálculos e análises, além de produzir relatórios e planilhas precisos.

6. Especialista em Finanças

Responsável pelo planejamento, gestão e análise do portfólio financeiro de uma empresa, esse profissional poderá ser substituído por algoritmos bem treinados. Hoje, muitas companhias já utilizam sistemas de inteligência digital que garantem mais precisão ao processo.

7. Cartógrafo

A produção de mapas por humanos vem se tornando cada vez mais dispensáveis, sobretudo desde a criação de aplicativos com recursos cada vez mais avançados.

8. Vigilante

O funcionário que cuida da segurança patrimonial é mais um que pode desaparecer completamente em poucos anos. O motivo é a criação de câmeras e sistema de segurança tecnológicos que promovem o monitoramento constante, realizam reconhecimento biométrico e emitem alertas.

9. Bibliotecário

A digitalização e a ampliação do acesso a informações pela internet reduziu a demanda por bibliotecários e até a busca por livros em bibliotecas. Os sistemas informatizados podem acabar de vez com a necessidade de um humano para realizar essa tarefa.

10. Operador de Telemarketing

Responsável pelo atendimento ao cliente, o funcionário pode dar lugar à inteligência artificial, sobretudo com a criação de chatbots cada vez mais desenvolvidos.

Leia Mais ...
bottom of page