top of page

"Queria meu filho de volta" relata mãe de jovem que matou irmão em São Roque

Publicado em:
22 de abril de 2019 17:45:58
"Queria meu filho de volta" relata mãe de jovem que matou irmão em São Roque
Crédito Imagem:

Após cerca de 15 dias do crime que chocou toda a região, Daniela Cordeiro, mãe do menino Maycon, de cinco anos, morto pela própria irmã em São Roque, deu entrevista à Rádio Coluna Fm relatando tudo o que aconteceu no dia do terrível episódio. Ela contou que ainda não conversou com a jovem, e que está sem coragem de vê-la: "é difícil olhar para a cara dela". 

[caption id="attachment_362" align="aligncenter" width="458"] A autoria do crime, que está presa, foi transferida recentemente para Tremembé.[/caption]

Questionada sobre a convivência familiar entre ela se seus filhos, a entrevistada afirmou que existiram sim brigas no passado, mas nada demais, “coisinha boba”. Karina, autora do crime, estava sem estudar, não saía muito de casa, e segundo Daniela, até na última quarta-feira, 3, estava tudo normal. “Eu não sei o que aconteceu de quarta para quinta-feira. Ela não dormiu e disse que escutou uma voz de mulher, um ronco”.

A mãe contou que a menina estava sempre mexendo na internet e quando ela indicava que queria ver o seu celular, a filha negava alegando que já tinha seus 18 anos. “Antes eu tivesse checado tudo, evitava alguma coisa né?”, comentou. Ao ser questionada sobre o possível ritual, Daniela contou que uma vez Karina relatou que tinha visto algo sobre uma seita em seu celular e imediatamente a alertou que não era para a jovem mexer com esse tipo de coisa.

“Ela sempre foi uma menina boa, eu tinha confiança nela. Amava o irmão dela, falava em proteger ele. Aquela não era minha filha”. Durante a entrevista, a mulher se lembrou de um episódio em que Karina queria que todos eles fossem embora daquela casa. “Não queria ficar em casa”.

No dia do crime

“Ela estava martelando o celular quando eu cheguei e não consegui entrar. Ela falava que se chamava Sabrina, que eu não era mãe dela e que era pra eu ficar de joelhos. Estava com a voz estranha também“, afirma Daniela ao lembrar-se da cena quando avistou seu filho no chão da cozinha. “Depois que ela matou meu anjo, ela afirmou que ele não ia mais sofrer aqui nesse Mundo”. Relatando também que acredita que Karina queria sacrificar o cachorro da família que ela mordeu.

“Minha vontade foi fazer uma besteira em minha vida, a minha vontade foi tirar a vida dela, mas acho que foi por Deus”, contou ao entrevistador. Daniela ainda se lembra que no mesmo dia, pela manhã, sua filha acendeu três velas para Nossa Senhora Aparecida.  

[caption id="attachment_364" align="aligncenter" width="620"] O pequeno Maycon tinha apenas 5 anos.[/caption]

"Eu imaginei meu filho do meu lado grandão, meu companheiro". Ainda muito abalada, ela acredita que sua filha possa ter sido incentivada por alguém para realizar o crime. “Eu queria meu filho de volta”, relatou a mãe muito emocionada.

Leia Mais ...
bottom of page