top of page

Vendas via apps, redes sociais e com pagamentos instantâneos tornam Black Friday mais atraente e mais perigosa

Publicado em:
3 de novembro de 2021 19:27:00
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:57:15
Vendas via apps, redes sociais e com pagamentos instantâneos tornam Black Friday mais atraente e mais perigosa
Crédito Imagem:

 
    A data, que torna cada vez mais popular o comércio online, requer cuidados para evitar prejuízos

A Black Friday vem se popularizando cada vez mais e muitos brasileiros aguardam ansiosamente por suas promoções imperdíveis. Em 2020, primeiro ano da pandemia, as vendas cresceram em 25% e as compras por e-commerce chegaram a 7,3 milhões de consumidoressegundo dados da consultoria Ebit Nielsen. Ou seja, por não poderem sair de suas casas, os consumidores fizeram suas compras via internet e em 2021 essa preferência tende a se repetir.

A tendência desponta no crescimento de ofertas via redes sociais e na quantidade de lojas no Whatsappcom páginas no Instagram e Facebook, por exemploDados da pesquisa Social Commerce mostram que 74% da população brasileira utiliza as redes sociais para fazer compras.

Mas não foi só a forma de vender que mudou, o modo de pagamento também foi inovado. Em 2020 foi criada uma das ferramentas de pagamento mais utilizadas no Brasil, o PIX. Em um ano de funcionamento, ele já acumula mais de 100 milhões de usuários e, segundo pesquisas do Sebrae, 61% dos brasileiros afirmam ter realizado ou recebido pagamentos pelo sistema. Essa inovação foi feita para facilitar as transações bancárias com depósitos instantâneos e sem tarifa de transferência.

A ferramenta vem fazendo com que a confiança dos brasileiros cresça na hora de fazer compras online. Segundo a MOB consultoria, 70% das pessoas confiam nos serviços de pagamentos online via PIX. Outros 27% acreditam moderadamente. Com esse visível crescimento de pagamentos via internet e app, é de se esperar que o PIX faça muito sucesso na Black Friday.

Após a criação do PIX, o WhatsApp também criou uma forma de realizar pagamentos, dentro do próprio aplicativo. Por menos popular que seja em relação ao seu concorrente, 10% dos usuários do app já habilitaram os pagamentos, de acordo com pesquisa do MindMiners. Outros 78% dos brasileiros disseram ter conhecimento do serviço.

Mas mesmo com segurança e confiança ainda é preciso muita cautela ao efetuar compras pela internet. Isso porque os golpes são muito comuns. Fraudadores utilizam sites, perfis ou apps de lojas conhecidas para conseguir senhas, dados e enganar consumidores.

Sylvia Bellioespecialista em infraestrutura de TI e CEO da itl.tech, explica como criminosos virtuais aplicam esses golpes: “Eles se utilizam de phishing, que é a captura de dados e informações confidenciais de pessoas ou empresas por meio de mensagens seja por e-mails, redes sociais, WhatsApp. A pessoa se depara com uma oferta muito tentadora e realiza a compra com seus dados, mas ao colocar as informações na plataforma falsa, todos os seus dados são copiados pelos criminosos. A partir disso eles realizam compras em nome da vítima ou até mesmo a chantageiam em troca de dinheiro”.

A especialista separou algumas dicas de como se proteger e evitar que a tão aguardada Black Friday seja marcada por um prejuízo:

Cuidado com mensagens que solicitam que "forneça" dados ou com links suspeitos: As vendas por apps de mensagens instantâneas cresceram. Se receber uma mensagem de um vendedor novo, é melhor confirmar se o número de contato é o mesmo que consta nos canais oficiais. Principalmente se a mensagem pedir contas bancárias ou solicitar informações pessoais, pois pode-se tratar de um golpe.

Brindes e promoções empolgam e podem atrapalhar a capacidade de julgamento. Os golpistas apostam que, ao receber suas mensagens, a vítima irá reagir rapidamente e clicar em links com vírus sem parar para pensar.

- Ao instalar aplicativos das lojas, leia as avaliações e decida se quer notificaçõesBoa parte das lojas de varejo possuem aplicativos, mas antes de baixar, confira as avaliações para saber se realmente trata-se do app da loja oficial e, até mesmo, se há reclamações, como por exemplo, sobre a demora na entrega dos produtos. Também é possível desabilitar aquelas mensagens ou notificações push, que aparecem na tela com a logomarca da empresa, oferecendo promoções e que podem causar distração e compras por impulso.

Verifique a autenticidade das contas em redes sociais: Algumas redes sociais marcam as contas oficiais com um ícone, atestando que são autênticos. Em caso de dúvida, vale a pena entrar em contato direto com a loja por um telefone ou chat de suporte confiável para confirmar quais canais acessar. No Brasil, a lei exige que as lojas virtuais deixem bem visíveis informações da empresa como endereço físico, número de telefone e o CNPJ.

- A autenticação de dois fatores: Habilite um ponto de verificação secundário para logins de contas após o uso da sua senha. Ele envia um código de verificação, para algum celular, ou e-mail, para confirmar se quem está efetuando o login é de fato o dono da conta. Então o hacker pode até ter a senha, mas com a autenticação em dois fatores ele irá precisar mais do que isso.

Redobre a atenção nos pagamentos digitais: Os pagamentos digitais são muito ágeis, por isso, antes de confirmar as transações via PixWhatsapp, QR-Code, NFC, entre outros, é muito importante conferir com atenção o valor da compra e o destinatário. Não caia no risco de confirmar automaticamente. No caso do Pix, verifique a chave fornecida pela loja ou empresa. E como muitas empresas têm a razão social diferente do nome fantasia que aparece nas promoções, vale conferir o CNPJ no site oficial. E se optar por pagamentos mais tradicionais como o cartão de crédito, prefira o cartão virtual, que oferece um código diferente para cada compra online.

Pesquise a reputação da loja: visite sites de defesa do consumidor para saber como as lojas e seus produtos foram avaliados por outros consumidores. Assim você saberá se é seguro comprar na loja e se o produto que você quer comprar irá chegar evitar transtornos.

- Cuidado com as redes abertas: Só faça compras ou acesse o banco em redes confiáveis. É preciso tomar muito cuidado ao acessar redes gratuitas de internet em locais públicos, porque não há garantia de que estejam protegidas.

- Atualize e proteja seu equipamentopor fim e não menos importante, antes de comprar online, mantenha sempre o equipamento de acordo com as recomendações do fabricante. Isso corrige falhas no sistema que podem evitar possíveis ataques e vírus. Tenha sempre um antivírus de qualidade.

Sobre Sylvia Bellio

Iniciou a carreira no setor financeiro, atuando como gerente da área administrativa de grandes instituições bancárias. CEO da itl.tech - empresa eleita por quatro anos consecutivos o Maior Canal de Vendas Dell do Brasil. Com mais de 15 anos de experiência no mercado de tecnologia conduz sua equipe de arquitetos de soluções e executivos de negócios para se posicionarem lado a lado com os profissionais de TI na busca de soluções resolver os desafios de negócios das empresas. Através de sua empresa, Sylvia foi agraciada por anos consecutivos com os mais conceituados prêmios da Dell Computadores. É autora dos livros “Simplificando TI” e “Impressões Digitais”

Introduziu no Brasil fabricantes como: Dot Hill Systems de armazenamento FC; EqualLogic armazenamento Iscsi; Force10 de networking; Compellent de armazenamento FC|ISCI.

Tem papel de destaque no empoderamento feminino dentro do universo da tecnologia. É a única mulher a compor o conselho das empresas parceiras da Dell no Brasil. Participou de diversas edições do Dell World e das últimas edições do Dell Women’s Entrepreneur Network.

Sobre a itl.tech

No mercado há mais de 15 anos, a itl.tech é uma empresa de tecnologia que oferece serviços de projetos de TI, Arquitetura Digital, Consultoria, Integração, Suporte, Virtualização, Cloud Computing e Segurança. A empresa foi considerada, por quatro anos consecutivos, o maior canal de vendas da Dell no Brasil. Além disso, o empreendimento faz parte da elite dos canais Dell, pois é Titanium, degrau mais alto do programa Partner Direct. Oferece toda a linha de produtos Dell EMC através de um modelo de negócios direto com o fabricante e suportado pelos melhores profissionais de pré-vendas, vendas e pós-vendas do segmento. Atuando com base no conceito de ser realmente um provedor de soluções, não apenas mais um revendedor de produtos, a itl.tech participa ativamente junto aos projetos de seus clientes, suportando-os da pré-venda à pós-venda, provendo todos os serviços de suporte e assistência técnica que as soluções demandarem. Os conceitos que resumem a itl.tech são: Tradição, Confiança, Respeito, Credibilidade e Flexibilidade.

 
Leia Mais ...
bottom of page