top of page

Sem abrir mão da valsa, bailes de debutantes seguem tendências e resistem ao tempo

Publicado em:
24 de junho de 2024 20:33:00
Atualizado em:
24 de junho de 2024 20:33:20
Sem abrir mão da valsa, bailes de debutantes seguem tendências e resistem ao tempo
Divulgação
Crédito Imagem:

Festa que marca a entrada das meninas na vida adulta tem origem nas cortes europeias. Uma das celebrações mais tradicionais de Curitiba, do Clube Curitibano, chega à 73ª edição em 2024

Não é só na corte da série Bridgerton, da Netflix, que festas com valsas coreografadas e lindos vestidos fazem sucesso. Neste ano, o Baile de Debutantes do Clube Curitibano, um dos mais tradicionais de Curitiba, chega à 73ª edição. O evento, previsto para o mês de setembro, deve ter a participação de 91 jovens e tem a valsa como o auge da festa.

A dança clássica, que tem origem austríaca, encanta os espectadores da série que chega à sua 3ª temporada na plataforma de streaming. A trama se passa na Inglaterra no início dos anos 1800 e retrata a sociedade londrina em grandes bailes para as debutantes, que é uma tradição que se mantém até os dias de hoje.

Para Cristiane Takayama, Gerente de Marketing do clube, o baile é uma tradição e marca uma etapa muito importante na vida das participantes. Por isso, permanece sendo uma experiência única e muito procurada pelas associadas. “Sem dúvidas, esse é um dos momentos mais especiais para as debutantes, suas famílias e convidados. A valsa é o ponto central das tradições do evento e da simbologia da comemoração”, diz.

Atualmente, a celebração é realizada por meninas que completam seus 15 anos para marcar a entrada na vida adulta e na sociedade. As festas continuam em alta, com alguns contornos mais modernos e seguindo tendências. As novidades aparecem na decoração e nos modelos dos vestidos das aniversariantes, por exemplo. A valsa, com seu compasso mais lento e seus movimentos circulares e graciosos, permanece na programação.

Takayama lembra que o dia da festa é o desfecho de um longo período de preparação - tanto da vida da adolescente, como da programação das debutantes do ano, o que acaba por envolver toda a família. No clube, antes da chegada do grande dia, as participantes têm uma agenda agitada, com aulas de automaquiagem e dança, provas de vestido e ensaios fotográficos.

Costumes europeus

Assim como o cenário da série da roteirista americana Shonda Rhimes, foi de fato na Europa, no século XVI, que nasceu a tradição de comemorar a passagem das moças para a fase adulta. Era um costume entre as famílias mais nobres aproveitar a ocasião para apresentar as filhas à sociedade. A palavra debutante, usada para identificar as jovens que completam 15 anos, vem do termo débutant, que, em francês, significa iniciante ou estreante.

Na Inglaterra, o costume se intensificou durante a era georgiana e vitoriana, com as debutantes sendo apresentadas à rainha em bailes formais e luxuosos. A apresentação na corte era considerada uma honra e marcava o início da temporada social, com uma série de eventos e festas onde as jovens tinham a oportunidade de encontrar potenciais maridos.

Na França, durante o reinado de Luís XIV, a corte de Versalhes estabeleceu padrões elevados de etiqueta e luxo. As festas e bailes eram ocasiões para mostrar o status social e a elegância das jovens debutantes.

A Áustria, e especialmente sua capital Viena, é famosa por sua rica tradição de bailes. A valsa vienense, com suas origens no século XVIII, tornou-se um elemento central dos eventos de debutantes. A dança simbolizava elegância e graça, e era uma oportunidade para as jovens serem apresentadas em uma atmosfera de sofisticação.

Leia Mais ...
bottom of page