top of page

Polícia prende 6 brasileiros em investigação sobre morte de filha de governador 

Publicado em:
11 de outubro de 2021 14:44:52
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:55:19
Polícia prende 6 brasileiros em investigação sobre morte de filha de governador 
Crédito Imagem:

A Polícia paraguaia prendeu na manhã desta segunda-feira, 11, seis brasileiros envolvidos no atentado a quatro pessoas em Pedro Juan Caballero, cidade no Paraguai que faz fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. O crime ocorreu na manhã de sábado, 9.

Na operação, também foram apreendidos três carros com documentos brasileiros, documentos brasileiros referentes a outros três automóveis, celulares, joias e um recipiente com 74 gramas de maconha, segundo nota da autoridade do país vizinho. Os bens estavam em uma casa localizada no bairro Maria Victoria.

Os brasileiros presos foram identificados como:

  • Hywulysson Foresto
  • Juares Alvers da Silva
  • Luis Fernando Armando e Silva Simoes
  • Gabriel Veiga de Sousa
  • Farley José Cisto da Silva Leite Carrijo
  • Douglas Ribeiro Gomes.

Equipes do Departamento Regional de Investigação de Atos Puníveis da Polícia Nacional foram ao local após terem a informação de que um caminhão utilizado no ataque havia sido incinerado nas últimas horas na colônia Fortuna Guazú.

Investigação

O diretor de Investigação de Atos Puníveis da Polícia, o comissário César Silguero, afirma que as vítimas entravam em um caminhão quando foram alvejadas por pistoleiros nas ruas Mariscal López e Ytororó, no bairro San Antonio (veja vídeo).

Uma das vítimas, identificada como Osmar Vicente Álvarez Grance - vulgo Bebeto, era o alvo potencial dos pistoleiros, segundo os investigadores.

[caption id="" align="aligncenter" width="648"]Operação em cidade paraguaia nesta segunda-feira (11) — Foto: Polícia Nacional Paraguaia/Divulgação Operação em cidade paraguaia nesta segunda-feira, 11 — Foto: Polícia Nacional Paraguaia/Divulgação[/caption]

Reforço na fronteira

As quatro execuções no sábado, 9 e o assassinato de um vereador de Ponta Porã na sexta-feira, 8, fizeram com que a segurança na região de fronteira entre o Brasil e o Paraguai fosse reforçada.

Entre os reforços enviados à fronteira estão equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão de Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), além do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, Batalhão de Choque e Departamento de Operações de Fronteira.

"É um reforço sem data de saída. Apoio total às autoridades do país vizinho, para auxiliar na prisão dos autores. Além disso, a Polícia Militar Rodoviária também está reforçando a segurança nas rodovias estaduais daquela região", explicou o secretario de Segurança Pública do Estado, Antônio Carlos Videira. Fonte-G1

Leia Mais ...
bottom of page