top of page

Pirapora comemora hoje 62 anos de emancipação e 296 anos do encontro da imagem do Bom Jesus

Publicado em:
6 de agosto de 2021 17:24:53
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:57:10
Pirapora comemora hoje 62 anos de emancipação e 296 anos do encontro da imagem do Bom Jesus
Crédito Imagem:

A cidade de Pirapora do Bom Jesus e o Santuário do Bom Jesus de Pirapora estão em festa. Hoje dia 6 de Agosto, são comemorados o aniversário de emancipação político/administrativa do município e o encontro, nas águas do rio Tietê, da imagem do Bom Jesus. Datas importantes que ajudam a compor a História de uma cidade que graças ao turismo religioso recebe anualmente milhares de visitantes e devotos do Bom Jesus do Brasil inteiro.

Para as comemorações deste ano, o Santuário encerrou ontem, quinta-feira, 5, a Novena do Padroeiro. Hoje, celebra Missas às 06h00, 09h00, 11h00, 15h00, 17h00 e 19h00. As Missas não serão abertas aos fiéis, sendo transmitidas pelo Face Book canal do Youtube da Paróquia.

Já a Prefeitura fez uma programação cultural com apresentações ao vivo através das redes sociais. Veja o cartaz.

     

 

Um pouco da sua História

Pirapora do Bom Jesus foi fundada em 06 de agosto de 1730. A origem do nome é indígena (Pira= Peixe, Pora=que pula) em razão da corredeira no rio Tietê, cujos peixes na época de piracema saltavam para fora da água para transpor o obstáculo natural. Nesse ponto de corredeira, hoje está construída a Barragem de Pirapora.

Tornou-se Distrito de Santana de Parnaíba em 1892. Em 30 de novembro de 1944 sua denominação foi alterada para Pirapora do Bom Jesus e, em 18 de fevereiro de 1959, foi emancipada.

Pirapora do Bom Jesus é uma cidade-santuário. A Paróquia local conta como surgiu a vocação religiosa após o encontro da Imagem do Bom Jesus. Acompanhe:

“No livro de Tombo de Parnaíba encontramos a primeira referência a imagem do Bom Jesus onde diz que o primeiro documento escrito é uma circular do ano de 1825, sobre as capelas dedicadas ao Bom Jesus.Uma delas está situada à distância de duas léguas para a parte Norte, junto à margem do rio Tietê e Salto de Pirapora. A imagem aí venerada foi achada milagrosamente á beira do rio, talhada em madeira, foi aperfeiçoada, e construiu-se uma capela no lugar. Não se sabe de onde veio à imagem, talvez lançada no rio após um assalto ocorrido em 1633 á capela de N. S. da Escada, em Barueri.

A notícia do encontro veio a conhecimento das pessoas que começaram a visitar e venerar a imagem. Após a retirada do rio, foi guardada num paiol de milho coberto de palha.

A devoção popular levou os caboclos a vestirem a imagem, como era costume naquela época. Puseram nela uma capa vermelha, um saiote branco, uma peruca de cabelos compridos e uma coroa de espinhos na cabeça enquanto colocaram nas mãos dele uma palma. Foi assim que o evangelista descreveu Jesus, quando foi apresentado a Pilatos.

Em 1995 foi inaugurada uma praça, que foi construída no local onde no rio foi encontrada a imagem e recebeu o nome de Praça do Encontro.

Há muitas lendas populares a respeito da imagem entre elas: - um incêndio destruiu a casa, mas nada aconteceu á imagem nem á palha. Mais tarde queria-se levar a imagem para a Igreja Matriz. Nem com numerosos bois conseguiram mover de um passo o carro onde a tinham colocado. Foi aí que um mudo, milagrosamente começou a falar, disse: - Deixem só duas juntas de bois, e voltem para Pirapora. E assim o que muitas juntas não conseguiram, uma só conseguiu. Aqui foi construída a capela dois séculos depois. O Bom Jesus, onde Ele quis ficar, realmente ficou. Onde foi encontrada a imagem, construiu-se a capela. Esta capela foi benta e ganhou a permissão de se celebrar a Santa Missa, no dia 7 de maio de 1725.

No dia 6 de agosto de 1730 foi realizada a primeira festa em louvor ao Senhor Bom Jesus de Pirapora.  Em 1793 a capela foi reestruturada. Após a reforma ao tamanho atual a capela foi elevada a Santuário. A devoção foi aumentando e milagres de todas as formas foram acontecendo as pessoas e as famílias. Em 1925, foi celebrado o segundo Centenário da capela de Pirapora do Bom Jesus”.

Leia Mais ...
bottom of page