top of page

Picape da Peugeot chega só no ano que vem, mas já desperta a atenção

Publicado em:
3 de março de 2020 16:59:03
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:55:41
Picape da Peugeot chega só no ano que vem, mas já desperta a atenção
Crédito Imagem:

[caption id="attachment_7829" align="aligncenter" width="652"] Por enquanto a única imagem oficial.[/caption]

A Peugeot revelou as primeiras imagens oficiais de sua nova picape média, a Landtrek. Aguardada no Brasil para meados de 2021, o modelo é uma nova investida na estratégia de focar em veículos comerciais da marca francesa, prática que vem trazendo retorno para a Peugeot nos últimos anos.

O modelo nasceu de uma parceria entre a Peugeot e a fabricante chinesa Changan. Na dianteira, a Landtrek traz elementos visuais com inspirações claras no 3008, o carro-chefe da marca francesa depois do 208. Destaque para os filetes em LED nos farois dianteiros. Sua traseira lembra levemente a Alaskan, picape da Renault que também deverá chegar no Brasil em 2021.

De acordo com a Peugeot, o novo modelo tem 5,33 metros de comprimento (com cabine simples) e 192 m de largura, com capacidade para levar até 1 tonelada. Sua lista de equipamentos será composta por seis airbags, alerta de saída de faixa, quatro câmeras de assistência (nas versões mais caras) e ar-condicionado de duas zonas.

Na Europa, o modelo terá motores 2.4 turbo (de 210 cv de potência, a gasolina) e 1.9 turbo (de 150 cv, diesel), com opção de câmbio automático ou manual, ambos de seis velocidades. Não há informações sobre o conjunto mecânico para o mercado brasileiro.

Seguindo as declarações da Peugeot na última edição da Fenatran, o Salão Internacional de Transporte Rodoviário de Cargas, a picape será lançada em outras regiões antes de chegar no Brasil.

  E agora? GM lança Equinox 1.5, porém deve mudar toda linha em 2021

Mais barato, econômico e recheado de tecnologia. São essas as principais características do Chevrolet Equinox 1.5 Turbo, que veio para botar calor na briga entre os SUVs  médios como Jeep Compass, Peugeot 3008 e VW Tiguan. Agora com novo motor 1.5 turbo, o Chevrolet mantém o conforto e, exceto por alguns detalhes, o nível de equipamentos do Premier 2.0, mas com menor consumo e preço um pouco mais em conta.

Os pequenos detalhes ditos assim acima, ficam por conta da grade frontal ativa, dupla saída de escape cromada, start-stop e cancelamento de ruído ativo pelos alto-falantes. São itens que não fazem muita diferença no dia a dia e deixam o carro mais caro. Portanto, na nova versão Premier 1.5, o Equinox sai por R$ 159.990, ante R$ 149.990 do Jeep Compass Limited 2.0, R$ 179.900 do Peugeot 3008 Griffe Pack 1.6 e R$ 158.990 do VW Tiguan AllSpace 1.4 já com o teto solar panorâmico incluído como opcional.

Equipamento é que não falta no Chevrolet Equinox Premier 1.5. Além do teto solar panorâmico, o carro vem com itens como controle de cruzeiro adaptativo, assistente de estacionamento (gira o volante sozinho em balizas), tampa do porta-malas motorizada, GPS embutido no sistema multimídia, carregador do celular por indução, serviço OnStar, alertas de colisão frontal e de ponto cego, rodas de aro 19, entre outros.

É uma lista respeitável, mas é bom lembrar que o Equinox deverá mudar no ano que vem, quando passará a ter retoques no desenho e a nova central multimídia com acesso à internet via conexão 4G. De qualquer forma, o SUV se mostra bem confortável no dia a dia e com um acerto que também o torna um pouco mais ágil e estável nas curvas que a média dos utilitários esportivos da categoria.

A principal vantagem da troca do motor 2.0 pelo 1.5 no Equinox foi a redução do consumo. Conforme os números do Inmetro, o SUV de maior cilindrada faz 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada, com gasolina, ante 9,5 km/l e 11,7 km/l, respectivamente. Portanto, houve uma melhora de 15%, em média. Quem precisa de espaço para cinco vai ficar satisfeito com o Equinox. Dá para viajar sem aperto e levar as bagagens no porta-malas de 468 litros. A principal vantagem da troca do motor 2.0 pelo 1.5 no Equinox foi a redução do consumo. Conforme os números do Inmetro, o SUV de maior cilindrada faz 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada, com gasolina, ante 9,5 km/l e 11,7 km/l, respectivamente. Portanto, houve uma melhora de 15%, em média.

O Equinox 1.5 se revela uma boa compra. Mas quanto vai desvalorizar com as mudanças previstas para o próximo ano?

  DICAS - Por que não andar com o carro na reserva?

Se você é daqueles motoristas que têm o hábito de abastecer o carro somente quando o sinal de aviso aparece, temos um recado: é melhor parar de fazer isso! Altamente prejudicial para o carro, ainda há grandes chances de ficar na mão com o veículo sem combustível. E isso é passível de multa.

Mas, voltando a falar dos riscos de andar com o carro na reserva, deve-se entender que o reservatório de combustível foi feito apenas para ser usado em casos emergenciais. As montadoras afirmam que a reserva não é um tanque extra, e sim, o mínimo necessário para acender o painel do carro, avisando a falta de gasolina, etanol ou diesel.

Quantos litros o carro tem quando está na reserva?

Isso é um pouco relativo e varia de carro para carro. Mas, em média, a reserva tem entre 5 a 8 litros. A maior parte dos veículos com motor 1.0 é 5 litros. Pensar que ainda tem combustível o suficiente para rodar alguns quilômetros pode resultar em pane seca e o problema da multa aparecer, como citamos acima.

Os danos causados por andar com o carro na reserva

E não pense que os problemas em andar com o tanque vazio acabaram por aqui. A bomba de combustível também sofre com esse hábito. Por estar localizada dentro do próprio tanque, ela utiliza o combustível para se refrigerar. Mas, se não há líquido para resfriar, a bomba pode sofrer superaquecimento.

Além disso, manter o tanque de combustível vazio constantemente atrai sujeiras para a bomba. Essa sujeira vai se depositando no fundo tanque por meio da decantação.  E aí começam os problemas. Essas partículas se misturam com o restante do líquido e podem ser enviadas ao motor, causando falhas e possíveis danos.

Uma dica é padronizar que o final do seu tanque é quando faltar 1/4. Faça o abastecimento neste nível e evite todas essas dores de cabeça.

Leia Mais ...
bottom of page