top of page

Padre Robson acusado de desviar R$ 120 mi de fiéis é afastado das funções religiosas

Publicado em:
24 de agosto de 2020 18:09:15
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:55:42
Padre Robson acusado de desviar R$ 120 mi de fiéis é afastado das funções religiosas
Crédito Imagem:

[caption id="attachment_16210" align="aligncenter" width="900"] Padre Robson de Oliveira Pereira, de Goiás, é investigado por lavagem de dinheiro. (Foto: Divulgação)[/caption]

A Igreja Católica, através da Arquidiocese de Goiânia suspendeu temporariamente o direito do padre Robson de Oliveira de realizar celebrações. Ele é acusado de desviar cerca de R$ 120 milhões de doações de fiéis. O Ministério Público de Goiás apura o caso.

Diante da decisão, ele está proibido de qualquer ato de ministério sacerdotal, como a absolvição de pecados e pregação, assim como "participar, realizar e protagonizar programas de televisão, rádio ou internet”.

Segundo o decreto, o religioso está afastado de suas funções religiosas até janeiro de 2022.

Operação Vendilhões

Padre Robson é investigado pela Operação Vendilhões, deflagrada na sexta-feira (21) por suposta apropriação indébita, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e sonegação fiscal. Acatando o pedido do MP, a juíza Placidina Pires, da Vara de Feitos Relativos a Organizações Criminosas e Lavagem de Capitais, determinou a busca e apreensão em 16 endereços ligados ao padre Robson, inclusive na TV Pai Eterno.

A investigação teve início em 2018, quando padre Robson foi vítima de extorsão e teria pago R$ 2 milhões para não ter vídeos expostos na internet. O advogado admite o pagamento da chantagem com recursos da Afipe, mas afirma que os pagamentos foram feitos de forma simulada sobre a orientação da polícia que investigava o caso.

Leia Mais ...
bottom of page