top of page

ONU exige investigação de policial que jogou jovem de ponte no Chile

Publicado em:
7 de outubro de 2020 14:05:43
Atualizado em:
21 de dezembro de 2022 21:49:56
ONU exige investigação de policial que jogou jovem de ponte no Chile
Crédito Imagem:

O Escritório para a América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos exigiu nesta segunda-feira, 5, uma investigação "exaustiva" sobre as ações da polícia na ponte Pío Nono, em Santiago do Chile, onde ocorreu o incidente que deixou um adolescente gravemente ferido.

Na ocasião, um jovem de 16 anos que participava de um protesto em Santiago ficou gravemente ferido ao cair 7 metros no rio Mapocho, depois que um policial o empurrou quando ele tentava escapar de grupos policiais junto com uma multidão de manifestantes.

De acordo com o governo chileno, o policial - do grupo de Carabineros - foi preso e acusado de tentativa de homicídio. O incidente se junta a uma lista de violações de direitos humanos no contexto das mobilizações no Chile.

A ONU reforçou a urgência de apurar e, se for caso disso, julgar e punir a responsabilidade individual do policial diretamente envolvido, bem como a eventual responsabilidade dos comandantes responsáveis ​​pela operação.

Para a entidade, é muito preocupante que esses servidores públicos não forneceram ajuda à vítima, que teve que ser ajudada por outros manifestantes e equipes de resgate de civis.

O representante dos Direitos Humanos da ONU na América do Sul, Jan Jarab elogiou as equipes de resgate e afirmou que elas merecem todo o reconhecimento e apoio da sociedade chilena.

O evento ocorreu 20 dias antes do plebiscito por uma nova Constituição no Chile e um ano após o início de uma onda de protestos no país.

Leia Mais ...
bottom of page