top of page

Ibiúna: Contribuintes terão isenção de juros e multas no pagamento de IPTUs atrasados

Publicado em:
3 de fevereiro de 2021 18:51:21
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:57:56
Ibiúna: Contribuintes terão isenção de juros e multas no pagamento de IPTUs atrasados
Crédito Imagem:

 

O Prefeito Paulinho Sasaki (PTB), a Câmara Municipal de Ibiúna aprovou na terça-feira, dia 2, a isenção de juros e multas no pagamento tributos municipais atrasados, tais como IPTU e ISSQN (Imposto sobre serviços de qualquer natureza). Essa anistia foi a maneira encontrada para amenizar os impactos da revisão da planta genérica realizada pela administração anterior, que acabou gerando grande impacto no valor do IPTU cobrado no município. O prefeito afirmou “A nossa vontade era poder rever esse reajuste cobrado a partir de 2018, que no meu entendimento foi feito de maneira equivocada. Entretanto, infelizmente, a legislação não permite essa ação, uma vez que essas dívidas já foram consolidadas e qualquer mudança neste sentido, acarretaria em renúncia de receita”.

Paulinho pediu ainda “Vamos sim, conforme prometemos em campanha, rever os casos em que o IPTU foi reajustado de maneira absurda, mas tudo dentro da Lei e com anuência do Tribunal de Contas. Quem me conhece sabe do meu caráter e do meu compromisso com a população. Não é hora de fazer politicagem. A eleição terminou no dia 15 de novembro e não existe mais espaço para mentiras ou Fake News. Agora precisamos todos nos unir em prol de Ibiúna, que passa por uma situação gravíssima e necessitamos do apoio e compreensão de todos para recolocar nossa cidade no caminho do desenvolvimento”.

Oportunidade - O projeto permite que os munícipes, que não conseguiram realizar o pagamento nos últimos anos, possam regularizar a situação junto a Prefeitura e, consequentemente, não precisem enfrentar um processo de execução fiscal. Os contribuintes poderão optar pelo pagamento a vista ou parcelado, quanto menos parcelas, maior será o desconto nos juros e multas.

 “Precisamos urgentemente da CND, que é uma certidão sem a qual ficamos impossibilitados de receber recursos provenientes de emendas e convênios estaduais e federais. Ela foi cancelada no último dia 28 de dezembro. Para recuperá-la, temos que pagar mais de R$ 4 milhões de INSS atrasados. Por isso, se faz mais que necessário esse projeto. Vamos melhorar Ibiúna, mas precisamos mais do que nunca do apoio e compreensão de todos”, finalizou Paulinho Sasaki.

Leia Mais ...
bottom of page