top of page

Golpistas usam nome de hospitais da região para cobrar por procedimentos pagos pelo SUS

Publicado em:
5 de outubro de 2022 21:06:23
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:57:02
Golpistas usam nome de hospitais da região para cobrar por procedimentos pagos pelo SUS
Crédito Imagem:

Em Itapetininga (SP), caso ocorreu no HLOB — Foto: HLOB/Divulgação

Em Itapetininga, caso ocorreu no HLOB — Foto: HLOB/Divulgação

Estelionatários estão usando o nome de hospitais da região para cobrar por procedimentos que normalmente são feitos pelos convênios ou custeados integralmente pelo SUS. Casos foram registrados nas cidades de Sorocaba e Itapetininga.

Em um das situações, o paciente ficou 28 dias internado em um hospital particular de Sorocaba. Durante esse período, a esposa do enfermo recebeu uma ligação dizendo que ele precisaria passar por exames. Era uma sexta-feira a pessoa ao telefone dizia que o marido precisaria passar por um exame que só seria feito na segunda-feira.

Como o homem tinha urgência em fazer o procedimento, a mulher desembolsou R$ 2,7 mil para que ele pudesse fazer esse exame de forma mais rápida. Após fazer o pagamento, ela, então, entrou em contato com a unidade de saúde e percebeu que se tratava de um golpe.

A vítima tentou reverter a situação no banco, mas não foi possível.

Itapetininga

Casos semelhantes ocorreram em um hospital público da cidade de Itapetininga, o Hospital Municipal "Dr. Léo Orsi Bernardes" (HLOB). A própria unidade informou que pessoas receberam ligação com a cobrança por exames. Não foi informado quantas vítimas caíram no golpe.

O hospital informou, entretanto, que todos os procedimentos da unidade são custeados pelo Sistema Único de Saúde.

Recomendação

A recomendação nesses casos é que parentes e pacientes desconfiem de cobranças quando o atendimento for na rede pública, já que todo os procedimento e exames são realizados de forma gratuita. Na rede privada, recomenda-se o contato direto com a administradora do plano ou do convênio e que o contrato seja analisado para evitar pagamentos indevidos.

Fonte: TV TEM G1

Leia Mais ...
bottom of page