top of page

Fuvest: com alta de casos de Covid, vestibular terá uso obrigatório de máscara

Publicado em:
28 de novembro de 2022 21:16:10
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:56:18
Fuvest: com alta de casos de Covid, vestibular terá uso obrigatório de máscara
Crédito Imagem:

Primeira fase será realizada no próximo domingo, dia 4 de dezembro; resultado dos aprovados para a segunda fase deve ser divulgado no dia 20

Estudantes farão a primeira fase no próximo domingo (4)

Estudantes farão a primeira fase no próximo domingo (4)

EDU GARCIA/R7 - 02.05.2022
A prova da Fuvest, principal forma de ingresso na USP (Universidade de São Paulo), exigirá dos candidatos o uso de máscara durante todo o tempo de prova. A primeira fase será realizada no dia 4 de dezembro. O professor Gustavo Mônaco, diretor-executivo da Fuvest, antecipou ao Estadão que a medida será adotada por causa dos recentes aumentos de casos de Covid-19 e Influenza (gripe) no Estado. "Nós estamos acompanhando o aumento de casos, a questão das variantes e o número de casos graves. Vamos divulgar o manual sanitário com a brevidade necessária, mas também com a segurança necessária", acrescentou o doutor em Direito pela USP. As subvariantes BQ.1 e a BE.9, derivadas da Ômicron e com suposto nível mais alto de transmissão, fizeram o Brasil reacender o alerta e reativar as medidas de proteção. Segundo o boletim divulgado pela Fiocruz na última quarta, São Paulo e outros 14 Estados brasileiros já têm um crescimento preocupante. As máscaras também voltarão a ser exigidas nos ônibus, metrô e trens do transporte público estadual paulista. Em Campinas, a rede municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) atingiu 100% de ocupação dos leitos gerais durante a semana. Ontem, 24, a Prefeitura de Campinas decidiu reabrir um hospital de campanha dedicado ao novo coronavírus, com 23 leitos exclusivos, sendo 18 de enfermaria, dois de isolamento e três com suporte respiratório para urgências.

Inscritos

Para o vestibular 2023, a Fuvest conta com 114.432 inscritos, quase 4 mil a mais do que o ano anterior, para as mesmas 11.147 vagas oferecidas - 8.230 destinadas para seleção pelo vestibular e 2.917 vagas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada). "Tirando esse aspecto (do manual sanitário), que é o único que está pendente, o resto está totalmente pronto e sob controle para a realização do vestibular", garante o diretor. O curso de Medicina na capital segue sendo o mais concorrido do ano, com 14.401 inscritos, seguido de Direito (reunindo São Paulo e Ribeirão Preto), com 8.195, e Medicina em Ribeirão Preto com 7.193 inscritos. A fundação já divulgou o local de prova dos participantes, disponível na área do candidato de cada estudante. Fonte: R7.com
Leia Mais ...
bottom of page