top of page

Campanha esteriliza mais de 40 gatos soltos na Porta do Sol em Mairinque

Publicado em:
15 de agosto de 2020 14:00:02
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:58:18
Campanha esteriliza mais de 40 gatos soltos na Porta do Sol em Mairinque
Crédito Imagem:

[caption id="attachment_15510" align="aligncenter" width="343"] Segundo o veterinário Caio Bonini, todo o procedimento ocorreu de maneira que os animais não sofressem o mínimo de estresse. Foto: Divulgação[/caption]

Dentro das expectativas do Departamento de Meio Ambiente da Associação dos Proprietários e Amigos da Porta do Sol (Apaps), neste último mês de agosto foi concluída com êxito a primeira etapa da Campanha de Esterilização de Gatos Ferais da Porta do Sol, região de Dona Catarina, em Mairinque.

Gatos ferais são aqueles que nascem e crescem em meio selvagem, sem manter contato direto e frequente com seres humanos. Geneticamente, são iguais aos gatos domésticos, mas devido à falta de contato com humanos, incapazes de se socializar com as pessoas.

Durante quatro meses, foram capturados e castrados 41 animais, sendo 22 machos e 19 fêmeas. A campanha prossegue no Residencial Porta do Sol e prevê a castração de um grande número de gatos ferais no decorrer de 2021.

A campanha foi idealizada e é monitorada pelo professor e ambientalista Gabriel Bitencourt, residente na Porta do Sol há mais de dez anos.

[caption id="attachment_15509" align="aligncenter" width="911"] Durante quatro meses, foram capturados e castrados 41 animais, sendo 22 machos e 19 fêmeas. Foto: Divulgação[/caption]

A iniciativa consiste na castração de felinos que vivem soltos nas matas do Residencial. Foram colocadas armadilhas em pontos estratégicos e os capturados levados para castração em uma clínica veterinária próxima à Portaria 2 da Porta do Sol. Após o procedimento eles foram devolvidos próximos ao local da captura.

Caio Bonini, médico veterinário, cirurgião e ortopedista, responsável pela esterilização, afirma que todo o procedimento, desde a captura até a conclusão da cirurgia, ocorreu de maneira que os animais não sofressem o mínimo de estresse. Ele explica que os bichanos capturados e castrados receberam um picote, isto é, um pequeno corte na ponta da orelha para que não sejam levados novamente para cirurgia.

Prontuário

Todo gato levado para procedimento, machos e fêmeas, ganharam um prontuário médico-veterinário com foto e demais dados como idade aproximada, cor da pelagem, sexo, raça, eventuais comorbidades e fraturas, medicação ministrada e tipo de procedimento cirúrgico, entre outros dados. Segundo Caio Bonini, essas fichas ajudarão no controle populacional dos felinos e nos futuros procedimentos médicos que venham a ser feitos.

Desequilíbrio ambiental

Segundo Gabriel Bitencourt, a esterilização objetiva corrigir, de imediato, dois importantes problemas. “O primeiro diz respeito à procriação indiscriminada, sem controle algum, que gera atos de violência contra os próprios animais. O segundo trata desse desequilíbrio, que por sua vez, traz sérios prejuízos ao meio ambiente, já que esses animais são competentes predadores da fauna silvestre”.

Por Marcos Capitão, assessor de Imprensa do Residencial Porta do Sol
Leia Mais ...
bottom of page