top of page

Ausência de guarda-corpo à beira do rio Tietê é motivo de risco para pedestres em Pirapora

Publicado em:
4 de setembro de 2022 11:05:58
Atualizado em:
30 de novembro de 2022 17:55:14
Ausência de guarda-corpo à beira do rio Tietê é motivo de risco para pedestres em Pirapora
Crédito Imagem:

De um lado não há calçada. Do outro, um caminho estreito cercado por barranco de pelo menos 4 metros de altura e uma via de intenso movimento de veículos. Além disso, há um poste bem no meio do caminho. No trajeto entre o Parque Municipal e a área central da cidade (ou vice-versa), o pedestre não tem uma opção segura para se deslocar. A situação se complica e os riscos aumentam quando quem passa por ali são idosos e crianças.

As reclamações são muitas e o perigo é real. Se a pessoa cair no barranco, ela pode facilmente ir parar dentro das águas do rio Tietê. Agora, caso avance sobre a pista, corre o risco de ser atropelada. O problema aumenta com a chegada de romarias, que faz com que o trânsito de pessoas de todas as idades aumente naquele trecho.

Para os comerciantes que enviaram as imagens para a reportagem, a instalação de um guarda-corpo no trecho que compreende do banheiro público até próximo do parque, é uma solução paliativa para o problema. “Não é o ideal, mas é uma alternativa barata, rápida e que vai oferecer mais segurança para as pessoas. O que não pode é continuar da maneira que está”, disse um comerciante.

Para ele, o ideal seria construir uma passarela mais larga que, além de segurança, também iria servir como mirante sobre o rio. “Não é porque nunca teve que não precisa ter agora. E se há alguma proibição legal para tal obra, existem os meios corretos para mostrar que a segurança das pessoas é mais importante”, destacou.

 
Leia Mais ...
bottom of page