top of page

Ambulâncias vão escolher quem tem mais chance de sobreviver; até oxigênio está acabando

Publicado em:
6 de janeiro de 2021 12:00:31
Ambulâncias vão escolher quem tem mais chance de sobreviver; até oxigênio está acabando
Crédito Imagem:

[caption id="attachment_27154" align="aligncenter" width="900"] Médicos e enfermeiros carregam paciente idosa de asilo na Califórnia (Imagem: Gina Ferazzi/Los Angeles Times)[/caption]

A pandemia de covid-19 ficou mais grave em Los Angeles, então as equipes de ambulância receberam uma nova instrução: Agora elas só vão transportar para os hospitais aqueles pacientes com mais chances de sobreviver. O objetivo é não lotar ainda mais os centros médicos locais, que estão quase 100% cheios. As informações são do jornal Los Angeles Times. A orientação partiu da Agência de Serviços Médicos de Emergência (EMS, na sigla em inglês) de Los Angeles. Agora as equipes tentarão fazer um esforço maior para recuperar os pacientes no local do atendimento, por cerca de 20 minutos. Se não houver sinais de respiração ou pulso, eles não serão levados para os hospitais. Antes da pandemia, todos ainda eram transportados, porque podiam receber um atendimento mais eficiente, já que havia espaço para todos.

Até segunda-feira, dia 4, havia apenas 17 leitos de UTI para adultos em Los Angeles, de acordo com dados de saúde do condado. Outro problema em Los Angeles é a falta de suprimento de tanques de oxigênio. O governo já tomou duas medidas para tentar contornar isso. Primeiro determinou que 90% de saturação de oxigênio será suficiente para qualquer paciente. O estoque atual será concedido apenas para quem tiver menos do que isso. Outra medida do governador da Califórnia, Gavin Newsom, foi criar uma força-tarefa para tratar do assunto, buscando parcerias locais, para conseguir mais tanques de oxigênio.

Leia Mais ...
bottom of page