top of page

A “fumaça tóxica” invade casas e escolas podendo causar sérios problemas na saúde pública - EDITORIAL

Publicado em:
13 de maio de 2023 12:30:00
A “fumaça tóxica” invade casas e escolas podendo causar sérios problemas na saúde pública - EDITORIAL
Crédito Imagem:

EDITORIAL
O aumento nas reclamações sobre a poluição que ocorre no município oriunda do Distrito Industrial, é um importante alerta para que autoridades e responsáveis pela fiscalização olhem com mais atenção o que vem ocorrendo.


As imagens gravadas por moradores são incontestáveis quanto à nuvem de fumaça que cobre grandes áreas se arrastando por vários quilômetros alcançando bairros próximos e distantes. Ainda segundo moradores, a fumaça vem acompanhada de um cheiro forte, entre eles de amônia, que é um produto químico perigoso, corrosivo para a pele, olhos, vias aéreas superiores e pulmões. Caso seja inalada, pode causar tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixiar e queimar as vias aéreas superiores.

É importante destacar que além de moradias, essa fumaça, que segundo os moradores é tóxica, invade também escolas municipais, causando grande desconforto para alunos e funcionários.

As reclamações têm chegado à nossa Redação de uma forma mais intensa nos últimos dias, o que deixa claro que a situação é preocupante e que cidadãos estão sendo prejudicados.

O Distrito Industrial, que vem crescendo a cada ano com a chegada de novas indústrias, precisa de um acompanhamento mais próximo dos setores responsáveis em manter o controle da emissão de gases para, assim, garantir a qualidade do ar. É importante seguir as dicas de quem enfrenta o problema diariamente: a emissão de fumaça ocorre na maioria das vezes após as 17h00 e durante a noite ou madrugada, o que, segundo moradores, dificulta a fiscalização.

A situação é urgente e precisa de solução. Caso contrário, o setor industrial que é o responsável por grande geração de riquezas e empregos na cidade, vai acabar sendo também o grande vilão causando terríveis problemas na saúde pública. Não dá para esperar!


Leia Mais ...
bottom of page