top of page

“Vendo pernilongo por quilo. Não mato porque eles têm o meu sangue”, satiriza morador sobre invasão de insetos

Publicado em:
19 de dezembro de 2021 01:59:29
“Vendo pernilongo por quilo. Não mato porque eles têm o meu sangue”, satiriza morador sobre invasão de insetos
Crédito Imagem:

  É cada vez maior o número de leitores que entram em contato com a nossa Redação, reclamando da quantidade de pernilongos que continuam a invadir residências e pontos comerciais na grande maioria dos bairros e área central de Araçariguama. Segundo moradores, os tradicionais venenos em spray ou ligados à tomada, quase não surtem efeito contra os insetos. “A quantidade é tanta, que parece que para cada um que morre, aparecem mais três”, disse um morador do Bairro Cintra Gordinho. Um morador da Vila Real também fez seu desabafo, ao citar que seu filho de 6 meses de idade sempre acorda todo picado. “Cobrimos o berço com mosqueteiro, mas quando chega a hora de mamar e minha esposa o tira do berço, os pernilongos aproveitam para entrar. Está difícil”, lamentou. Para algumas pessoas, só o bom humor pode diminuir um pouco o sofrimento. “Estou vendendo pernilongo por quilo. Não mato porque eles têm o meu sangue”, satiriza. As reclamações chegam do Bela Vista, Terra Baixa, Novo Tigrão, Santaella, Chácara Dora, Vila Alumínio, Meirelles e do centro.  
Leia Mais ...
bottom of page