top of page

"Stefano Hotel e Restaurante" oferece clássicos italianos desde a década de 60

Publicado em:
30 de agosto de 2019 14:08:28
"Stefano Hotel e Restaurante" oferece clássicos italianos desde a década de 60
Crédito Imagem:

O ‘Stefano Hotel e Restaurante’ – comandado pelo trio Guido Borsarelli, Franco Bruzzone e Stefano Bruzzone - oferece clássicos da gastronomia italiana, com foco nos ingredientes frescos e selecionados - desde a década de 60. A casa fica localizada na Rodovia Raposo Tavares, a 56 Km da capital paulista - o restaurante foi criado em 1960 e está localizado no mesmo endereço desde 1965, na cidade de São Roque, SP.

Franco e Stefano seguem a aposta da gastronomia já praticada por seus tios e avós, que é a de uma comida simples e saborosa. As massas, os pães e os molhos são feitos de forma artesanal. As saladas têm um sabor especial, já que a maior parte das verduras e legumes é plantada na propriedade da família, sem o uso de agrotóxicos - e sob os cuidados de dona Daniela Borsarelli, mãe da dupla de chefs.

Dentre os carros-chefes do cardápio, destaque para as consagradas receitas de família como o ‘Cannelloni de Carne ao Molho Sugo’ e o ‘Frango à Moda da Casa’. Para harmonizar, um bom vinho italiano. Ou as mais recentes criações como os leves e saborosos ‘Salada de Peras com Sorvete de Gorgonzola’ e o ‘Tortelli de Nozes e Gorgonzola’. “Nossas massas são famosas por serem leves e finas, com aquele toque artesanal, que tanto preservamos”, afirma Franco.

A relação custo x benefício é excelente. Os pratos variam de R$24 a R$85 e não é raro os clientes acrescentarem uma salada e compartilharem a mesma iguaria principal. Para encerrar, a cremosa Panna Cota, acompanhada de um bom cafezinho, Aperitivo da Casa - combinação de bitter, vermoute e gim - ou mesmo uma tacinha de Limoncello, cortesia.

O restaurante é amplo, porém acolhedor. Dividido em dois ambientes, os 280 m² de espaço interno têm uma decoração elegante e pessoal, que traz fotos e lembranças da família, e pode receber até 300 pessoas. As cadeiras são espaçosas e confortáveis. Aos finais de semana o ambiente ‘terraço envidraçado’ é bastante disputado, já que é cercado de natureza, de onde se pode ouvir o canto de pássaros como o sabiá-laranjeira, as maritacas e os jacus, além de observar os esquilos, todos típicos da região.

A administração também é familiar. Tios, tias e primos se revezam na cozinha e no salão. O ‘tio’ Guido Borsarelli comanda a cozinha junto com seus sobrinhos Franco e Stefano. Na equipe todos se pautam pelos valores do fundador do restaurante, o falecido Stefano Borsarelli. “Seguimos os princípios de nossa família, que são qualidade, hospitalidade e a amizade, sem deixar de lado toda a alegria de uma boa família italiana”, brinca Stefano Bruzzone.

Os clientes também são habitués da casa, sendo que os almoços recebem, geralmente, as famílias e os jantares acabam sendo frequentados por casais e grupos de amigos. A maior parte da clientela vem de São Paulo aos finais de semana.

As massas, os antepastos e molhos de fabricação caseira podem ser comprados na lojinha anexa ao restaurante (Empório Stefano), onde também é vendida a charmosa garrafa de Limoncello - licor feito de limão siciliano, também plantados na propriedade.

Entre os meses de setembro, dependendo da safra, acontece por lá acontece o Festival da Alcachofra. O restaurante faz parte do Roteiro da Raposo. Há playground.

No ano de 1975 a família inaugurou o ‘Hotel Stefano’, encostado ao restaurante, para atender à demanda de turistas, que queriam um lugar para se hospedar, que não fosse longe do restaurante. Há 30 quartos, dentre opções para solteiros, casais e quartos conjugados, que abrigam famílias de até 4 pessoas por apartamento.

Tradição

A história do ‘Stefano Hotel e Restaurante’ teve início em maio de 1953 quando o falecido Stefano Borsarelli, avô de Stefano e Franco, deixou sua Mondovì - pequena cidade da região de Piemonte - localizada no noroeste italiano, rumo ao Brasil, com sua esposa e uma filha de colo (Daniela Borsarelli). Na bagagem, o jovem italiano trazia apenas o necessário: muita vontade de vencer, além de toda tradição familiar na cozinha, já que seu avó e um dos tios eram proprietários de restaurantes na Itália.

Em solo brasileiro – terra de oportunidades - estabeleceu-se na cidade de São Paulo, onde conseguiu seu primeiro emprego no famoso restaurante ‘Fasano’. No começo dos anos 60, por uma indicação médica, uma bronquite o levou a São Roque, conhecida pelo bom clima. Gostou tanto da região, que decidiu alugar o primeiro espaço na Rodovia Raposo Tavares. Em 1965 decidiu procurar um novo local, onde pouco tempo depois seria inaugurado o restaurante, no endereço onde está até hoje.

Chefs

O restaurante está atualmente sob o comando de Guido Borsarelli e dos irmãos Stefano Bruzzone e Franco Bruzzone, segunda e terceira geração da família. Stefano é formado em arquitetura. Morou na Itália, onde trabalhou em uma doceria tradicional chamada Zucco - e o gosto pelas panelas acabou falando mais alto. Já Franco é formado em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Leia Mais ...
bottom of page